A TRANSFORMAÇÃO DIGITAL DA LOJA FÍSICA

As lojas físicas não estão prestes a se tornar uma relíquia. Elas requerem alguns ajustes, sim. Mas atualmente existem linhas confusas entre as experiências de compra física e digital. Os consumidores pesquisam produtos enquanto exploram as lojas físicas. A marca se infiltra em cada canto do criador de conteúdo. O botão de compra está em todo lugar.

A evolução dessa tendência é a facilitação de experiências de alta tecnologia em lojas físicas. Deve haver consistência em todos as vias, e combiná-las manterá os consumidores satisfeitos. Os 3 exemplos abaixo mostram o surgimento de experiências de alta tecnologia em lojas físicas:

1 O RESSURGIMENTO DO CÓDIGO QR

Se em 2019 você me dissesse que o código QR estaria voltando no ano seguinte, eu teria rido de você. Mas 2020 não foi o que nenhum de nós esperava. Os códigos QR estão de volta. Atualmente, eles são mais populares na indústria de alimentos e refeições. Os clientes se sentam e leem um código QR para um menu digital em vez de um menu físico. E embora esta seja uma precaução de segurança para a COVID-19, eu imploro que os comerciantes também considerem os códigos QR no clima atual e os mantenham como um alicerce nas lojas.

Pense nas possibilidades de códigos QR no comércio. Os clientes poderiam ir até um item, escanear seu código QR e receberem a descrição do produto. O cliente pode não apenas tocar e sentir o produto, mas também obter mais detalhes – do que é feito, onde foi feito, quaisquer recursos sustentáveis, fotos dele em modelos e muito mais. Isso criaria uma experiência multi-via diretamente na loja, criando mais pontos de contato positivo com os clientes.

2 APLICATIVOS DE LOJA

Os aplicativos dos comerciantes podem ser um ótimo complemento para a experiência em sua loja. Veja a atual pandemia como exemplo: as pessoas estão fazendo o possível para entrar e sair das lojas rapidamente. Muitos já sabem o que querem na loja porque procuraram online antes de comprar.

Os aplicativos comerciais devem estar alinhados com as preferências dos clientes. Os clientes que desejam comprar produtos na loja podem colocá-los em um carrinho virtual no aplicativo. O aplicativo pode apontar onde na loja cada um desses itens existe e apontar os clientes na direção certa. Quando finalmente fizerem o check-out, poderão pagar pelo aplicativo e ganhar pontos de fidelidade. Tal compra, auxiliada pelo aplicativo, simplificaria a experiência de compra e ainda permitiria que os clientes vissem e sentissem seus produtos antes de comprá-los, reduzindo as taxas de devolução potencialmente causadas pelas entregas em casa.

3 AMAZON DÁ EXEMPLO NO VAREJO FÍSICO

A Amazon tem se destacado na criação de lojas de alta tecnologia para combinar com a experiência do cliente que ela tem hospedado online há anos.

As lojas físicas da Amazon, das quais incluem a Amazon Fresh, Amazon Pop Up, Amazon 4 estrelas, Amazon Books, Amazon Go e Amazon Go Grocery, fornecem a seus clientes carrinhos de alta tecnologia. Tais carrinhos escaneiam os itens, os
pesam e somam o seu total em uma tela enquanto os clientes compram. No final da experiência de compra, os clientes podem pagar direto no carrinho e nunca precisam “finalizar a compra” formalmente.

A tecnologia nas lojas pode criar melhores experiências para os consumidores que fazem compras por lá. Os comerciantes não devem ficar presos a métodos que eram populares há anos atrás. Acompanhe os tempos e adicione ofertas de alta tecnologia em sua loja a fim de criar uma experiência mais conveniente e digital, mesmo quando seus consumidores estão comprando pessoalmente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.