A CRESCENTE EQUIDADE DA SUSTENTABILIDADE NO COMÉRCIO

Priorizar a conservação de nossos recursos naturais e proteger o planeta tem sido uma prioridade por décadas – no entanto, os consumidores estão focando mais nisso do que nunca. Muitos deles estão usando a sustentabilidade como princípio orientador para seus gastos. Ao se apoiar em práticas sustentáveis, as marcas se beneficiarão moral e financeiramente, construirão a confiança entre os seus clientes e farão com que os fiéis à marca voltem sempre. Essas 5 estratégias são elementos-chave de operações sustentáveis:

1 Produtos reutilizáveis

Estes abrangem uma extensa faixa de categorias de produtos. O que primeiramente vem à mente são os produtos que reaproveitam o
plástico descartável – pelo qual tem começado com o uso de sacolas de compras reutilizáveis e, desde então, se expandiu para canudos reutilizáveis, copos para viagem, sacolas de produtos agrícolase muito mais. E ainda vai além: as marcas estão comprando de volta seus produtos para que possam reutilizar as matérias-primas em novos produtos. A IKEA, por exemplo, pretende comprar seus móveis usados pelos consumidores para dar aos itens uma “segunda vida” e evitar que acabem em um lixão.

Os produtos reutilizáveis são uma prova do surgimento da economia circular, na qual o objetivo principal é eliminar o desperdício e promover a utilização contínua dos recursos. O TerraCycle Loop, por exemplo, é um programa em que os consumidores podem comprar seus produtos favoritos de suas marcas favoritas – mas com embalagens reutilizáveis.

2 Transparência em quando, onde e como as marcas obtêm seus produtos

Saber exatamente de onde vêm seus produtos está se tornando cada vez mais importante para os consumidores. A comida tem dado início a essa tendência (por exemplo, “compre orgânico”), mas tal tendência se expandiu para a tecnologia, beleza e moda. Todas essas indústrias informam seus clientes sobre a origem de seus materiais e se seus produtos obedecem a categorias ambientais, como o veganismo.

3 Foco na eficiência energética e nas energias renováveis

Chegar à neutralidade de carbono dependerá muito da energia. A energia limpa e eficiente é uma das tendências mais novas do movimento de sustentabilidade. O grupo RE100 é uma organização sem fins lucrativos, da qual as marcas podem se tornar parte ao atender às metas de eficiência energética. Há centenas de grandes marcas envolvidas trabalhando para obter energia 100% renovável – incluindo comerciantes que também se comprometem a contar com energia limpa e renovável a fim de alimentar suas operações de fabricação e entrega.

4 Produtos de plástico produzidos organicamente

Os consumidores que se alimentam de produtos orgânicos também querem vestir produtos orgânicos. Tais produtos são feitos de plásticos removidos de ambientes poluídos ou de materiais totalmente naturais. A categoria de calçados é um grande exemplo de inovação neste ramo: a Allbirds fabrica diversos calçados sustentáveis e a Sperry fabrica um sapato dockside feito de plástico recuperado de ambientes marinhos.

5 Influência sobre os recursos naturais

Considere como a icônica marca de moda Tommy Hilfiger ajustou suas operações. Por meio do programa Make It Possible, a marca
está focada em “reduzir [seus] impactos negativos a zero, aumentando [seus] impactos positivos para 100% e melhorando um milhão de vidas em sua cadeia de valor”. De várias maneiras, isso significa um afastamento completo de seus processos de longa data, como mudar da lavagem de jeans com água para, ao invés disso, usar lasers para desgastar o tecido – garantindo que os corantes não cheguem à fonte de água.

Incorporar práticas sustentáveis em sua marca manterá seus clientes e a comunidade em que você opera felizes e saudáveis. Construir confiança ao longo de toda a jornada do cliente e formular práticas sustentáveis em toda a cadeia de desenvolvimento e fornecimento criará um valor agregado agora e nos próximos anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.